Home / Saúde / Câncer colorretal

Câncer colorretal

O câncer colorretal é um tumor maligno que se desenvolve no intestino grosso, isto é, no cólon ou em sua porção final, o reto. O principal tipo de tumor colorretal é o adenocarcinoma. Em 90% dos casos, esse tumor se origina a partir de um pólipo adenomatoso que, ao longo dos anos, sofre alterações progressivas em suas células. Portanto, a principal forma de prevenção do câncer colorretal é o seu rastreamento por exames como colonoscopias, visando a detecção e retiradas dos pólipos antes de se degenerarem em câncer.

Segundo dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer), o câncer colorretal é o terceiro mais frequente entre os homens, logo após do câncer de próstata e de pulmão, e o segundo mais incidente nas mulheres, perdendo apenas para o câncer de mama. Estima-se que neste ano tenhamos 30.660 casos novos de câncer de cólon e reto.

Esse tipo de câncer atinge homens e mulheres de forma semelhante, com incidência discretamente maior na população masculina. É predominante na faixa etária adulta, principalmente a partir da quinta década de vida, sendo raro em crianças (ver fatores de risco).

Silencioso – o câncer colorretal causa sintomas, em geral, apenas em estágios mais avançados –, as principais alterações que devem chamar a atenção do paciente são:

Presença de sangue nas evacuações, seja sangue vivo ou escuro, misturado às fezes, com ou sem muco.
Sintomas irritativos, como alteração do hábito intestinal que cause diarreia crônica e necessidade urgente de evacuar, com pouco volume fecal.
Sintomas obstrutivos, como afilamento das fezes, sensação de esvaziamento incompleto, constipação persistente de início recente, cólicas abdominais frequentes associadas a inchaço abdominal.
Sintomas inespecíficos, como fadiga, perda de peso e anemia crônica.
Grandes estudos populacionais relacionam dietas ricas em bebida alcoólica, carne vermelha e embutidos com uma maior incidência de câncer colorretal. O Departamento de Saúde do Reino Unido considera que pessoas que ingerem mais de 90g de carne vermelha ou embutidos por dia apresentam risco aumentado de desenvolver câncer colorretal e sugere a redução do consumo desses alimentos para menos de 70g por dia. Também foi demonstrado aumento do risco de câncer colorretal em indivíduos obesos ou acima do peso, sendo essa associação maior no sexo masculino, provavelmente devido ao predomínio da gordura visceral.

Para o médico assistente e instrutor de ensino do grupo de coloproctologia da Unisfesp (Universidade Federal de São Paulo) dr. Ricardo Tadayoshi Akiba, é preciso adotar uma alimentação balanceada para prevenir o câncer colorretal. “A redução do risco desse câncer se associa à ingestão de fibras vegetais. O ideal é ingerir pelo menos 30g de fibras solúveis, contidas nas verduras, frutas, grãos e alimentos integrais, para regular o hábito intestinal”, revela o médico.

Em resumo, é preciso “levar uma vida saudável, manter uma dieta rica em alimentos naturais com fibras, praticar atividade física regular e restringir carne vermelha, embutidos e álcool na dieta para ajudar a reduzir a formação de pólipos adenomatosos e, por consequência, o câncer colorretal”, explica Akiba.

Fonte : Drauzio Varrela

Veja também

Bicarbonato de sódio

Bicarbonato de sódio e seus benefícios para saúde

O bicarbonato de sódio pode nos ajudar a perder peso. Não é recomendado tomar mais …