Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Melasma : Causas e tratamentos naturais


As mulheres, principalmente em fase reprodutiva, não raramente experimentam todos os tipos de alterações no corpo e na pele. Portanto, se você observou recentemente uma mancha marrom irregular na pele da face, você pode estar com a chamada “máscara de gravidez” ou melasma. O melasma é um dos tipos mais difíceis de hiperpigmentação para ser corrigida, pois está ligado ao estrogênio e à progesterona (encontrada em pílulas anticoncepcionais e etc) além de outros fatores, inclusive alguns desconhecidos que interferem no equilíbrio pigmentar da pele.

Qual a gravidade de seu melasma?
Uma das maneiras mais fáceis de determinar o quão profundo é o seu melasma é esticando a pele. Se você esticar a parte descolorida e ela parecer mais clara do que quando está em repouso, a hiperpigmentação é superficial. Agora, se você esticar a mancha e ela parecer mais escura, isso quer dizer que a pigmentação reside na camada dérmica e será mais difícil tratá-la. O melhor é consultar um dermatologista, que pode avaliar a mancha através de aparelhos (Visia ou lâmpada de Wood) e determinar sua extensão.

O papel do estrógeno
Os hormônios desempenham um papel importante na maneira como o melasma afeta a pele, principalmente o estrógeno. “Quando os níveis de estrogênio são elevados, a melanina é produzida em maior quantidade,” diz o Dr. João Carlos Pereira, da Clínica Derm de Rio Preto. “O aumento da concentração de melanina na pele pode ocasionar depósitos e promover o escurecimento localizado e anormal da pele que é chamado de melasma”, complementa.

Como e onde aparece o ?
“O melasma aparece em forma de manchas extensas e escuras na pele, você geralmente poderá encontrá-lo nas laterais do rosto, na testa, no buço, nas bochechas e nas laterais do pescoço”, diz o dermatologista João Carlos Pereira. O melasma leve aparece em forma de pequenas e tênues manchas marrons, mas o melasma mais profundo aparece em forma de manchas castanhas mais escuras e com bordas claras e irregulares, e às vezes em forma de mapas.

Qual a causa ?
A verdadeira causa do melasma ainda é desconhecida, mas a maioria dos especialistas concorda que ela é desencadeada pela alta quantidade de melanócitos na pele e são visualizados externamente através de manchas acastanhadas e escuras, mas o sol e o calor são os principais desencadeadores. “O estrogênio é o cerne do problema, mas o sol é um catalisador também”, diz o Dr. João Carlos Pereira. O melasma pode ocorrer em qualquer nível da superfície (melasma superficial) ou nas camadas mais profundas da pele (por via dérmica), dando-lhe um formato mais espalhado. “O melasma é mais comum e aparente durante o Verão, onde o clima é mais quente e ocorre maior exposição solar das pessoas em piscinas e praias”, diz o Dr. Pereira. Embora o melasma não seja hereditário, existe sim algum laço genético na sua formação.

Dá para evitar ?
“Não se pode evitar o melasma com total segurança, mas evitar os fatores desencadeadores é muito importante. É fundamental tratar o melasma logo no início. Assim que surgirem as manchas, procure um dermatologista.” Diz o dermatologista João Carlos Pereira.

Quem o melasma afeta?
Principalmente as pessoas morenas, embora possa ocorrer em peles brancas ou negras. Afeta ainda as mulheres grávidas, mas nem sempre é preciso estar grávida ou ter tido filho para tê-lo. Na gravidez, o melasma geralmente aparece no segundo ou terceiro trimestre.

O melasma pode ocorrer ainda, em pessoas que trabalham ou se expõem exageradamente ao sol, ou permanecem longos períodos em ambientes quentes.
Alguns dizem que afeta mais as morenas, outros as trigueiras e também dizem que as peles claras também podem sofrer com o melasma. Felizmente existem remédios naturais para tratar este problema estético.

Remédio caseiro de banana: amasse uma banana e coloque o purê nas zonas com manchas durante 15 minutos. Repita o processo quatro vezes por semana. Retire com água morna.
Remédio caseiro de berinjela: corte uma berinjela em rodelas e retire a polpa. Faça um emplastro e coloque na pele. Deixe atuar por 15 minutos e remova com água. Pode realizar o processo 3 vezes na semana.
Remédio caseiro de bálsamo negro: 4 ou 5 gotas bastarão. Adicione-as a uma clara de ovo. Bata bem e aplique duas vezes ao dia, pela manhã e pela noite.
Remédio caseiro de água oxigenada: passe um algodão embebido em água oxigenada no rosto antes de dormir.
Máscara antimanchas de melasma: misture duas colheres de leite em pó, 4 colheres de mel de abelha e 2 colheres de suco de limão até formar uma pasta homogênea. Passe no rosto e deixe atuar por 20 minutos. Lave e aplique uma capa de iogurte natural. Deixe atuar por mais 10 minutos e enxágue.
Remédio caseiro de cebola e vinagre: triture uma cebola e misture com um pouco de vinagre. Aplique sobre a mancha e deixe atuar por 15 minutos. Se arder ou irritar, lave de imediato.

Fonte     Fonte

Esta informação não deve nunca substituir o conselho de um médico se você tem alguma dúvida, consulte o seu médico.