Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Fígado sobrecarregado de toxinas


O fígado é o órgão mais importante do nosso corpo e suas funções são essenciais para ter uma boa qualidade de vida.

É o encarregado de filtrar o sangue para remover os resíduos de que o organismo não precisa e, por sua vez, participa das funções metabólicas e da liberação de alguns hormônios.

Também desempenha um papel principal na síntese dos carboidratos e lipídios e no armazenamento de várias vitaminas essenciais para a saúde.

Porém, assim como outros órgãos, está exposto a uma ampla variedade de fatores que podem interferir em seu funcionamento.

Apesar de trabalhar o tempo todo para se manter limpo, a sobrecarga de toxinas pode impedir que desempenhe seus processos de forma ótima.

Por essa razão, é importante ficar alerta diante de qualquer anomalia, atendendo o quanto antes aos sintomas que indicam que algo não está bem.

Hoje, aqui em nosso espaço, queremos destacar os 8 principais para que nossos leitores não deixem de tomar medidas a respeito quando os identificarem. Confira!

1. Alterações na urina e nas fezes

As alterações na cor e odor da urina e das fezes podem estar alertando sobre um mau funcionamento do fígado.

Apesar de também poderem ocorrer por um problema digestivo ou urinário, um grande número de casos têm a ver com problemas hepáticos.

A urina de uma pessoa saudável tem uma cor amarela pálida, enquanto a de um paciente com icterícia apresenta uma cor escura.
Da mesma maneira, as fezes cuja cor é muito escura ou muito pálida também podem indicar que algo está mal.
2. Abdômen inflamado
Ainda que a inflamação do abdômen esteja relacionada com muitas condições de saúde, não podemos descartar que tenha a ver com algum problema do fígado.

As cólicas persistentes, a acumulação de gases e a sensação de estômago pesado são comuns entre aqueles cujo fígado está sobrecarregado de toxinas.
3. Problemas na pele
O excesso de toxinas que se acumula no fígado costuma causar consequências negativas e notórias sobre a saúde da pele.

A irritação inexplicável, o ressecamento e a acne são sinais de alerta dos problemas que este órgão sofre por excesso de rejeitos.
Ainda que alguns tratamentos de uso tópico possam aliviar ou disfarçar, é necessário desintoxicar o fígado para aliviá-las por completo.
4. Acidez e refluxo gastroesofágico
A acidez estomacal e o refluxo gastroesofágico são sintomas comuns entre aqueles que costumam consumir pratos pesados e irritantes.

Apesar disso, em alguns casos é necessário analisar qual é sua verdadeira origem, visto que se manifestam como reação da retenção de toxinas no fígado.

5. Cansaço físico e mental

O cansaço físico e mental pode ser o resultado dos esforços físicos do dia a dia ou da prática de hábitos pouco saudáveis.

Porém, quando se apresenta de forma recorrente e sem razão aparente, há a probabilidade de que seja um alerta de problemas no fígado.

A letargia, as dificuldades de concentração e o enfraquecimento físico podem se originar pelas dificuldades que as toxinas causam na circulação do sangue.

6. Retenção de líquidos
O excesso de inflamação nos tecidos pode resultar da retenção de líquidos que ocorre por um mau funcionamento do sistema hepático.

Ainda que este sintoma seja bastante comum entre os pacientes com patologias renais, também pode aparecer devido ao excesso de toxinas no fígado.
A maior parte dos casos se manifesta com o inchaço notório das extremidades e do abdômen.
7. Pele amarela

A pele amarela é um transtorno conhecido como icterícia e sua origem é a acumulação de bilirrubina.

Este pigmento produzido pela bile, que desempenha um papel muito importante no processo digestivo, pode se reter pela dificuldade do fígado para filtrar o sangue.

8. Diminuição ou perda do apetite
A perda de apetite é um sintoma que pode aparecer por muitas doenças ou circunstâncias emocionais.

Porém, é conveniente prestar muita atenção, já que em alguns casos pode indicar uma doença hepática.

O mais preocupante é que pode gerar complicações graves, já que conduz ao desenvolvimento de deficiências nutricionais.

Fonte : Melhor com saúde  

Este é um blog de noticias,curiosidades e tratamentos caseiros , ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.