Home / Doenças / Câncer de colo de útero

Câncer de colo de útero


Câncer de colo de úteroCâncer de colo de útero
Muitas vezes não é possível identificar os primeiros sintomas do câncer de colo do útero, pois grande parte dos casos costuma ser identificado através de exames como o Papanicolau ou até mesmo nas fases mais avançadas da doença. Dessa forma, além de saber identificar os sintomas do câncer de colo de útero é importante realizar consultas frequentes ao ginecologista para realização dos exames preventivos e caso a doença seja identificada, dar início ao tratamento precoce caso seja indicado pelo médico.

Mas, quando o câncer do colo do útero causa sintomas, os sinais são: Sangramento vaginal sem causa aparente e fora da menstruação; Corrimento vaginal alterado, com mau cheiro ou coloração marrom, por exemplo;
Dor abdominal ou pélvica constante, que pode piorar ao usar o banheiro ou durante o contato íntimo; Sensação de pressão no fundo da barriga; Vontade de urinar mais frequente, mesmo durante a noite;
Perda rápida de peso sem estar fazendo dieta.

Nos casos mais graves da doença, onde a mulher já apresenta um tipo de câncer no colo do útero mais avançado, poderão surgir outros sintomas, como cansaço em excesso, inchaço, candidíase ou infecção vaginal, podendo não estarem diretamente relacionados com o câncer, sendo indicado uma consulta ao ginecologista com um diagnóstico correto.

O que fazer caso suspeite do câncer do colo do útero?


Quando mais de um desses sintomas citados surgem, recomenda-se ir ao ginecologista para realização de exames de diagnóstico como o Papanicolau ou uma colposcopia com biópsia do tecido do útero, avaliando se há a presença de células cancerígenas. O exame Papanicolau deve ser realizado anualmente, durante três anos consecutivos. Caso não haja nenhuma alteração, o exame poderá passar a ser realizado de 3 em 3 anos.

Quais mulheres têm mais chance de câncer?

O câncer de útero costuma ser mais frequente em mulheres que possuem:

Doenças sexualmente transmissíveis, como clamídia ou gonorreia; Infecção com HPV; Múltiplos parceiros sexuais.

Assim também como as mulheres que utilizam anticoncepcional oral por anos possuem maiores chances de desenvolver o câncer de colo de útero, sendo que quanto maior for o tempo de uso do anticoncepcional, maior será o risco de câncer. Mesmo sendo necessário tomar o anticoncepcional ele apresenta diversos riscos à saúde da mulher, sendo essencial ter diversos cuidados com a sua ingestão prolongada.

Como o tratamento é realizado?

O tratamento para o câncer do colo de útero costuma ser realizado com conização, braquiterapia ou através de uma radioterapia, mas caso esses tratamentos não sejam eficazes para a cura da doença e a mulher não deseje mais ter filhos, é possível optar pela cirurgia de retirada do útero, evitando que a doença se agrave e acabe se espalhando pelos demais órgãos.

É importante ressaltar a importância da ida ao médico quando os primeiros sintomas forem identificados para um diagnóstico precoce e também para que o tratamento seja iniciado o quanto antes. Além de prevenir que o câncer de colo de útero se agrave, se espalhe e acabe causando problemas ainda maiores para a saúde da mulher.

( Conteúdo com direitos autorais ) [ Fotos: Reprodução / Google ]

Este é um blog de noticias , curiosidades e tratamentos caseiros , ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.


Check Also

Cistite: Causas e sintomas

Cistite causas e sintomas A cistite é uma infecção urinária que ocorre na bexiga, sendo …

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies