Depressão pós parto – Causas sintomas tratamento


Caso você não saiba depressão pós-parto obviamente acontece logo após o parto da mulher, infelizmente seus sintomas incluem uma tristeza e uma espécie de desesperança, trazendo as novas mamães experiências de alteração de humor, e crises frequentes de choro.

Pesquisas informam que esse sintomas normalmente acontecem devido às alterações hormonais que a mulher sofre ao terminar na gravidez, infelizmente quando esses sintomas ocorrem de forma mais intensa se desenvolve a depressão pós-parto e caso o quadro não seja diagnosticado e tratado, até pode desenvolver um quadro mais extremo eté chegar na Psicose pós-parto.

Antigamente se acreditava que somente as mães poderiam sofrer deste mal, mas pesquisas recentes mostram que os pais também são afetados por essa doença.

Causas da depressão pós-parto

Não existe infelizmente uma causa única ou específica para ocasionar a depressão pós-parto, muitas vezes podem ser desencadeadas por estilo de vida, fatores físicos e emocionais que acabam influenciando de forma direta o surgimento da doença.

Quando citamos as modificações físicas, estamos relacionando a queda de forma drástica nos hormônios estrogênio e progesterona das mulheres e isso acaba contribuindo para um quadro de desenvolvimento de depressão pós-parto, os hormônios que são produzidos pela glândula tireoide também acabam caindo bruscamente o que também envolve a sensação de tristeza e cansaço.

Quando falamos sobre fatores emocionais, estamos relacionando a privação de sono que a mulher sofre e o pai também, algum tipo de estresse ou pressão psicológica que esteja sendo lhe dado no momento e claro situações extremamente problemáticas do dia a dia. A relação estética da mãe que acredita estar menos atraente ou que tenha perdido o total controle sobre sua vida, já que fica na dependência de um outros e também contribuem para o quadro de depressão pós-parto.

Sintomas de depressão pós-parto

Os dois sintomas mais comum de uma isso que passam por esse tipo de problema é o sintoma de desespero constante um sentimento de tristeza interior e a perca de interesse ou nenhum tipo de prazer nas atividades diárias, que antes do parto realizado normalmente.

Também é possível notar um crescente pensamento de suicídio ou morte, ou algumas mães acabam sentindo uma vontade assustadora e a batalhadora de prejudicar os seus bebês de alguma forma.


Como já falamos anteriormente, caso quadro de depressão pós-parto não seja diagnosticada e tratada tempo, poderá evoluir para uma Psicose pós-parto é uma condição extremamente grave que afeta as mulheres e acaba desenvolvendo um distúrbio bipolar e inclusive no histórico de Psicose pós-parto normalmente começa acontecer nas primeiras 3 semanas após o parto.

Normalmente a mãe sente uma sensação de desconexão com bebê e com as pessoas à sua volta, o sono prejudicado independente se bebê está dormindo ou não, os pensamentos ficam desorganizados e confusos e por isso aumenta o risco de prejudicar o bebê, possuem mudanças drásticas de humor e inclusive pode ter alucinações e pensamentos delirantes.

Tratamento

Se de tudo que foi falado neste conteúdo, você ou alguém que você conheça se identifique com pelo menos cinco sintomas é importante procurar um médico urgentemente para iniciar o tratamento de forma imediata.

Os médicos que são especialistas para poder diagnosticar uma depressão pós-parto seria o psicólogo, endocrinologista, ginecologista e obstetra e por último psiquiatra .

É importante que você liste todos os sintomas e a quanto tempo eles começaram a aparecer, leve seu histórico médico e peça para uma pessoa acompanhá-la o especialista realizar várias perguntas para poder enfim diagnosticar se é depressão pós-parto ou não.

Após isso, o tratamento é iniciado com antidepressivos combinados com suporte e orientação de Terapias, inclusive existe a terapia hormonal que realiza a reposição hormonal no corpo feminino.

Gostou do nosso conteúdo o ponto de interrogação aproveite e compartilhe em suas redes sociais

Veja também [su_list icon=”icon: arrow-right”]

[/su_list]

As informações e sugestões contidas neste site tem caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. Este blog tem a finalidade de lhe ajudar, mas não substituir o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.