Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Dores que você nunca deve ignorar


Veja abaixo dores que você nunca deve ignorar

Algumas pessoas têm mania de doença. Vivem de médico em médico tentando descobrir alguma doença que cismam que tenham. Conhecem todos os remédios, para os mais variados problemas e, claro, já fizeram amizade até com os funcionários da farmácia perto de casa. Tem gente que exagera no cuidado e prevenção, porém, existem alguns sinais que o organismo nos dá que precisam realmente ser levados em consideração.

O nosso corpo é uma máquina perfeita que, na maioria das vezes, trabalha com precisão. Sendo assim, ele tem formas de avisar quando algo não vai bem, normalmente com uma dor ou desconforto. Alguns momentos conseguimos distinguir se essa dor é causada por algo que comemos ou um exercício físico feito de forma errada, um mau jeito na coluna. Mas existem algumas dores que precisam ser dadas mais atenção e, às vezes, correr para o médico ou pronto-socorro mais próximo.

1. Dor de cabeça intensa
Se você estiver sentindo a pior dor de cabeça da sua vida, procure um médico. Se você estiver resfriado, a dor pode estar ligada a isso. Mas também pode ser um aneurisma cerebral, uma hemorragia cerebral ou um tumor.

2. Dor ou um desconforto no peito, na garganta, na mandíbula, nos ombros, no braço ou mesmo no abdômen
A dor no peito pode estar associada, entre outras, a duas coisas que requerem atenção, pneumonia ou ataque cardíaco. Geralmente doenças cardíacas aparecem como desconforto, não como dor. Os especialistas da área afirmam que os pacientes cardíacos normalmente falam sobre uma pressão no peito e não uma dor. O desconforto associado com a doença cardíaca também pode ser no peito, pescoço, mandíbula, ombro ou braço esquerdo. Também pode ser no abdômen e pode ser acompanhada por náuseas. Se sentir um súbito desconforto no peito ligue para o 193, Corpo de Bombeiros.


3. Dor no meio das omoplatas ou nas costas, na parte inferior
Isso poderá ser um ataque cardíaco ou mesmo um problema no abdômen, como o rompimento da aorta, que altera a integridade do vaso sanguíneo, o que é um perigo. Pessoas que tenham problemas de circulação sanguínea, tabagismo e diabetes precisam estar atentas.

4. Dor abdominal intensa
Pode ser apêndice, problemas na vesícula biliar ou pâncreas, úlceras estomacais ou um bloqueio intestinal. Todas essas questões que necessitam de averiguação médica.

5. Dor na panturrilha
Esse é um dos sinais de alerta para trombose venosa profunda, ou coágulo no sangue que ocorre em veias profundas na perna, podendo levar à morte. Se o coágulo se soltar pode provocar embolia pulmonar, muitas vezes fatal. Problemas como câncer, excesso de peso, falta de movimento por repouso prolongado ou viagens longas, gestação e idade avançada indicam os fatores de risco. O inchaço nas pernas, sem dor, também é preocupante.

6. Pés ou pernas ardentes
Pode ser um sinal de diabetes. A pessoa com esse problema diz ter a sensação de queimação, de agulhadas nos pés ou pernas, o que pode indicar dano nos nervos. Se você sente isso, procure ajuda especializada.

7. Dores sem explicação médica
Quando uma pessoa está com depressão é comum sentir muitas dores físicas, que podem ser uma cefaleia ou dor de cabeça, dor no abdômen, dores nos membros ou mesmo todos esses sintomas juntos. Segundo especialistas, essas dores podem ser crônicas, mas não debilitante, que às vezes passam despercebidas por familiares e até médicos, levando até ao um erro de diagnóstico.

Cuide bem da sua saúde. Caso você esteja sentindo alguma dessas dores, fique atento e procure ajuda profissional.

Veja também

Esta informação não deve nunca substituir o conselho de um médico se você tem alguma dúvida, consulte o seu médico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *