Hipotireoidismo e hipertireoidismo – Veja a diferença de cada um


Nosso corpo possui funções específicas e bem mapeadas de acordo com nosso metabolismo, pois tudo vem dele assim como uma máquina que tem como parte vital seu motor de funcionamento. Hoje quando temos um problema no nosso motor que seria nosso metabolismo, todo nosso rendimento cai e aí que entram o hipotireoidismo e o hipertireoidismo.

Você sabe a diferença de cada um? Como assim pode impactar no corpo humano? Então é sobre isso que falaremos nesse conteúdo. Antes de mais nada, precisa entender que a Tiróide é a glândula responsável pelo nosso metabolismo, crescimento e desenvolvimento, fertilidade, peso, ciclos menstruais, concentração, humor, memória e nosso controle emocional. Literalmente é o motor que nos comanda.

A tireoide é uma glândula localizada abaixo do nosso pomo de Adão e é a secreção produzida por esse órgão que ativa e regula todas as partes de nosso corpo. Quando essa secreção é maior do que o normal desenvolvemos o hipertireoidismo e quando é menor vem o hipotireoidismo.

Qual é a diferença entre hipotireoidismo e hipertireoidismo?

O hipertireoidismo é um excesso de criado pela glândula do hormônio tireoidiano, esse excesso é ligado a uma doença que causa a hiperfunção da glândula. A doença mais comum que traz essa hiperfunção é a Doença de Graves, que atinge cerca de 2% das mulheres em idade de 20 a 40 anos e depois uma doença que atinge mais idosos que é a bócio multinodular, existem casos que o hipertireoidismo também pode ser causado pelo de uso de remédios.

Alguns dos seus sintomas são: queda de cabelos, calor e suor exagerado, menstruação irregular, intestino solto, agitação, aceleração dos batimentos cardíacos, dificuldade de dormir.

Já o hipotireoidismo que acomete mais mulheres do que homens, atingindo cerca de 2% com mais de 60 anos, é basicamente desenvolvida por alterações na glândula tireoide.


Alguns dos seus sintomas são: depressão, intestino preso, desaceleração dos batimentos cardíacos, diminuição da memória, menstruação irregular, dores musculares, sonolência excessiva, queda de cabelo, aumento de peso, pele seca e aumento do colesterol.

Como tratar essas doenças?

Os tratamentos são feitos de acordo com a causa originária do problema, em casos de hipotireoidismo é feito um tratamento com a reposição do hormônio produzido pela glândula. Já em casos de hipertireoidismo é o ao contrário, tratamentos baseados em diminuir a produção desse hormônio. Mas tudo deve ser feito com acompanhamento do médico endocrinologista.

Existe auto exame?

Sim, é possível detectar simples alterações na glândula tireoide e assim procurar imediatamente um médico especializado.

Se posicione próximo a um espelho e localize a região abaixo do pomo de adão, beba um gole de água e engula, com esse ato a glândula irá se movimentar para cima e para baixo, caso haja nódulos ou alguma movimentação para frente procure imediatamente seu médico. Repita os exercícios para ter certeza e não confundir com pomo de Adão.

Gostou do conteúdo? Não esqueça de compartilhar e aproveite e deixe seu comentário abaixo

Metadescription:  Querendo saber mais detalhes sobre as diferenças entre hipotireoidismo e hipertireoidismo? Leia esse artigo e se inteire sobre o assunto.

Gostou do conteúdo? Não esqueça de compartilhar e aproveite e deixe seu comentário abaixo

Hábitos que alteram a tireoide

As informações e sugestões contidas neste site tem caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. Este blog tem a finalidade de lhe ajudar, mas não substituir o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.