Pés inchados pode ser sinal de AVC e infarto


Os pés estão entre as partes do corpo mais esquecidas, mas não deveriam, já que eles dão importantes indicativos do estado de saúde do organismo todo.

Por exemplo, você sabia que as extremidades são as primeiras a sentir as consequências da má circulação por diversos fatores? Entre eles, está o tamanho reduzido dos vasos sanguíneos dessa região, o que aumenta a probabilidade de obstrução, e a distância em relação ao coração, dificultando a chegada e o retorno do sangue.

Há quatro sintomas que aparecem neles e podem indicar a presença de doenças circulatórias desencadeantes de AVC e infarto, além de outros acometimentos. Veja quais são a seguir.

Inchaço pode indicar má circulação e insuficiência cardíaca

Segundo o cirurgião vascular Daniel Benniti, especialista pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, o inchaço nos pés e pernas pode ter origem na sobrecarga por longos períodos em pé, o que faz com que as veias da região se dilatem, mas o problema também pode ser um forte indício de problemas de circulação.

Entre os principais causadores de pés inchados, estão:

Insuficiência cardíaca

Essa condição é caracterizada pela dificuldade do coração bombear sangue para todo o corpo. O problema pode ser acarretado por diversos fatores, que vão desde doenças arteriais coronarianas até desregulações comuns, como hipertensão e diabetes.

Doença venosa

Essa condição ocorre quando as veias não conseguem retornar sangue para o coração com eficiência devido a varizes, trombose ou problemas no sistema linfático. Nestes casos, pode haver outros sintomas como dores na posição vertical e pele escurecida.

Inchaço muscular

Segundo Daniel Benitti, o inchaço nos pés ainda ocorre quando a musculatura das pernas é tão fraca que não consegue bombear sangue para o coração.


Deficit proteico

A cirurgiã vascular e angiologista Aline Lamaita, membro da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular, conta que a falta de proteínas, a desnutrição e algumas doenças crônicas, como o câncer, também pode colaborar com o inchaço nos pés.

“Para que o sangue permaneça dentro do espaço vascular deve existir um equilíbrio entre a pressão arterial, a pressão venosa e os componentes sólidos do sangue. Sempre que houver um desequilíbrio em um desses componentes, como a falta de algum nutriente, existirá uma maior tendência para que a fase líquida do sangue extravase, o que se manifesta pela retenção de líquido e pelo consequente inchaço”, explica.

Teste simples para identificar inchaço nos pés

Muitas vezes, o pé inchado não é aparente e é preciso fazer um teste simples para identificá-lo. Chamada de Sinal de Godet, a técnica consiste em pressionar um dedo sobre a parte anterior da perna ou prensar a unha do dedão, mantando a posição por alguns segundos. Isso fará com que a região fique esbranquiçada.

Depois, é só soltar e contar o tempo que leva para a coloração avermelhada e natural da pele reaparecer. Em geral, ela deve voltar em menos de dois segundos. Caso o tempo de espera seja maior, o indivíduo submetido ao teste deve buscar ajuda de um cirurgião vascular pois provavelmente apresenta algum distúrbio circulatório

As informações e sugestões contidas neste site tem caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. Este blog tem a finalidade de lhe ajudar, mas não substituir o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.