Artrite e Artrose – Entenda a diferença e os sintomas

Artrite reumatoide é uma doença crônica das articulações (juntas). Essa inflamação é provocada por alterações no sistema de defesa do organismo, o chamado sistema imune.

Sintomas:

Os sintomas mais comuns são dor, inchaço, calor e vermelhidão; as articulações mais comumente atingidas são as das mãos, pés, punhos, cotovelos, joelhos e tornozelos. As articulações inflamadas provocam rigidez matinal, fadiga e com a progressão da doença, há destruição da cartilagem articular e os pacientes podem desenvolver deformidades e incapacidade para a realização de suas atividades tanto de vida diária como profissional.

Diagnóstico:

O diagnóstico de artrite reumatoide é feito quando pelo menos 4 dos seguintes critérios estão presentes por pelo menos 6 semanas:

  • rigidez nas articulações no período da manhã, com duração de pelo menos 1 hora
  • artrite em pelo menos três áreas articulares;
  • artrite de articulações das mãos, punhos, articulação do meio dos dedos e entre os dedos e a mão;
  • artrite simétrica (por exemplo, no punho esquerdo e no direito);
  • presença de nódulos reumatoides;
  • presença de Fator Reumatoide no sangue;
  • alterações radiográficas em mãos e punhos.

O diagnóstico precoce e o início imediato do tratamento são fundamentais para o controle da atividade da doença, prevenção da incapacidade funcional e lesão articular e o retorno ao estilo de vida normal o mais rapidamente possível.

Tratamento:

O tratamento é medicamentoso e vai variar de acordo com o estágio da doença, sua atividade e gravidade. Fisioterapia e terapia ocupacional contribuem para que o paciente possa continuar a exercer as atividades da vida diária. O condicionamento físico, envolvendo atividade aeróbica, exercícios resistidos, alongamento e relaxamento, deve ser estimulado observando-se os critérios de tolerância de cada paciente.

A artrose ou osteoartrose é o desgaste da cartilagem que reveste as articulações (juntas). É um fenômeno natural que faz parte do envelhecimento do organismo. A cartilagem desgastada não pode ser substituída ou reposta, assim, o uso de medicamentos é apenas uma parte do tratamento, que deve incluir as seguintes medidas:

  • perda de peso;
  • fortalecimento global da musculatura;
  • fisioterapia, principalmente com uso da hidroterapia;
  • acupuntura no combate da dor.

Veja também

Este é um blog de noticias , curiosidades e tratamentos caseiros , ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.