Dentes e gengivas malcuidados podem causar 5 doenças, incluindo do coração


Dentistas costumam dizer que a boca é a porta de entrada principal para a saúde do corpo e, consequentemente, o cuidado com a higiene bucal pode evitar diversos problemas de saúde. A limpeza dos dentes e gengivas é importante não somente para acabar com mau hálito ou eliminar restos de comida, pois o hábito pode combater doenças que prejudicam até o coração.

Falta de escovação pode prejudicar o coração

Estudos indicam que pessoas que sofrem com periodontite, inflamações na gengiva possuem mais chances de desenvolver problemas cardíacos. As razões ainda não são claras, mas especula-se que bactérias nocivas da boca entram na corrente sanguínea e leva a placas de gordura nos vasos sanguíneos do coração, causando inflamação e aumentando o risco de coágulos que podem desencadear ataques cardíacos.

Má higiene bucal pode afetar a memória

Pesquisas sugerem que pode existir uma ligação entre má saúde bucal e um aumento do risco de demência. Um estudo que acompanhou 118 pessoas entre 75 e 98 anos descobriu que aquelas que tinham menos dentes eram mais propensos a sofrer de demência. Especula-se que bactérias orais podem se espalhar para o cérebro através dos nervos cranianos que se conectam a mandíbula ou através da corrente sanguínea, contribuindo para um tipo de placa que tem sido associada à doença de Alzheimer.


Higiene bucal e diabetes

Pessoas que sofrem de diabetes são mais propensas a ter a doença periodontal, segundo estudos. Uma das explicações é que os diabéticos são mais suscetíveis a infecções e que doenças na gengiva podem atrapalhar o controle do açúcar no sangue, e que o tratamento da região ajuda a melhorar os sintomas do diabetes.
Gengiva inflamada afeta a respiração

Doenças na gengiva podem aumentar o risco de contrair infecções respiratórias, como pneumonia, por exemplo. As infecções seriam causadas quando as bactérias da boca são inaladas para os pulmões, possivelmente causando inflamações nas vias aéreas.

Dentes saudáveis e fertilidade

Mulheres em idade fértil que apresentam doenças na gengiva demoraram uma média de 7 meses para engravidar, cerca de dois meses a mais do que a média entre mulheres livres de problemas bucais. Alguns estudos ainda apontam que mulheres grávidas com doença periodontal podem ter maiores chances de sofrer aborto.

Esta informação não deve nunca substituir o conselho de um médico se você tem alguma dúvida, consulte o seu dentista.