Fazer xixi após relação evita infecções


Fazer xixi após relação

Grande parte das infecções de urina são causadas por bactérias que percorrem a uretra até chegarem na bexiga. As infecções são mais comuns nas mulheres porque elas têm a uretra mais curta que os homens e, consequentemente, precisam tomar mais cuidado. Uma dica muito simples é fazer xixi depois das relações sexuais. Achou estranho?

Infecção urinária após relação

A ginecologista Mariana Maldonado explica que urinar depois do sexo diminui os riscos de infecção urinária baixa (cistite) por “lavar a uretra” e evitar que microtraumas causados na região pelo atrito nas relações sexuais sirvam de porta de entrada para bactérias presentes na pele, na vagina e na região anal.

“Quando se faz xixi imediatamente após a relação sexual, a acidez da urina consegue evitar que as bactérias alcancem a uretra (que fica logo acima da vagina) e provoquem a cistite”, explica a ginecologista.

Como a uretra dos homens é bem mais longa, é mais difícil que as bactérias se proliferem em decorrência de traumas, mas eles também podem fazer o mesmo procedimento para evitar infecções.

Veja também [su_list icon=”icon: arrow-right” icon_color=”#090808″]


[/su_list]

Causa da infecção

Além dos microtraumas em decorrência do atrito na relação sexual, doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), doenças na bexiga e na próstata, pedras nos rins, diabetes descontrolada, beber pouca água, segurar a urina e gravidez também são fatores que desencadeiam as infecções de urina.

Por isso, se você tiver infecção de urina de repetição (várias vezes ao ano) deve investigar a causa da incidência. Além disso, é muito importante procurar um médico para tratar adequadamente a infecção, já que quando não tratada ou tratada inadequadamente, pode provocar infecções mais graves.

 

As informações e sugestões contidas neste site tem caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. Este blog tem a finalidade de lhe ajudar, mas não substituir o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.