Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

HIV – Primeiros sintomas da infecção


Os primeiros sintomas de HIV podem ser difíceis de se identificar e por essa razão, a única forma de conseguir confirmar que está infectado é realizando um teste de HIV em uma clínica ou em um centro de testagem e aconselhamento do HIV, principalmente caso a pessoa tenha passado por algum risco, como relação sexual sem camisinha ou ter compartilhado agulhas, por exemplo. 

Porém, as pessoas que acabam contraindo o vírus podem apresentar sintomas que muito se assemelham aos da gripe, que costumam surgir após o contato com o vírus (que surgem cerca de 2 semanas após o contato). Os sintomas que podem surgir são: 

  • Dor de cabeça; 
  • Febre baixa; 
  • Cansaço excessivo; 
  • Ínguas inflamadas; 
  • Garganta inflamada; 
  • Dor nas articulações; 
  • Aftas na boca; 
  • Suores noturnos; 
  • Diarreia. 

Esses sintomas desaparecem em até 2 meses, e com isso as pessoas acabam confundindo com uma simples gripe. Porém, mesmo que esses sintomas desapareçam rapidamente, não significa que o vírus tenha desaparecido, quando na realidade está apenas adormecido no organismo. 

O período onde os sintomas não surgem pode durar até 10 anos, onde o vírus continuará se desenvolvendo de forma silenciosa dentro do corpo, fazendo com que hajam problemas no funcionamento do sistema imune e desenvolvendo o HIV. 

Recomenda-se que a doença seja identificada durante essa fase, antes de se transformar na AIDS, pois ele ainda estará em uma fase de baixa concentração no organismo, sendo mais fácil controlar todo o desenvolvimento com remédios. Além disso, um diagnóstico precoce também evita que o vírus se espalhe para outras pessoas, pois quando identificado não se deve mais ter relações sem o uso do preservativo. 

Quais são os principais sintomas da AIDS? 

Após um período de 10 anos adormecido, o HIV começa a provocar a síndrome da AIDS, conhecida por enfraquecer todo o sistema imune e quando chega a essa fase surgem novos sintomas, que incluem: 


  • Febre alta constante; 
  • Suores noturnos frequentes; 
  • Manchas vermelhas na pele, chamadas de Sarcoma de Kaposi; 
  • Dificuldade para respirar; 
  • Tosse persistente; 
  • Manchas brancas na língua e boca; 
  • Feridas na região genital; 
  • Perda de peso; 
  • Problemas de memória. 

Durante essa fase também é comum que a pessoa apresente infecções frequentes como uma amigdalite, candidíase e até mesmo a pneumonia e com isso o médico pode começar a desconfiar do diagnóstico de HIV com o surgimento de diversas infecções seguidas. 

Quando o HIV já está desenvolvido é muito difícil tentar controlar os avanços da doença com o uso de medicamentos e por essa razão, muitos pacientes que apresentam a síndrome acabam precisando de um tempo de internação para evitar e tratar as diversas infeções que vão surgindo. 

Como é o tratamento da AIDS 

O tratamento contra AIDS é realizado com um coquetel de medicamentos que são fornecidos pelo governo de forma gratuita, podendo incluir os seguintes medicamentos: Etravirina, Tipranavir, Tenofovir, Lamivudina, Efavirenz. Sendo esses medicamentos eficazes no combate à AIDS, aumentando a quantidade e também a qualidade das células de defesa do sistema imune. 

Mas, para conseguir o efeito desejado, é preciso seguir as indicações do médico e utilizar preservativo em todas as relações sexuais, evitando assim que outras pessoas se contaminem e ajudando no controle da doença. 

Veja também

Este é um blog de noticias , curiosidades e tratamentos caseiros , ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.