Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Sintomas de que o corpo não vai bem


Você sabia que alterações nas unhas, nos olhos e pele podem identificar problemas de saúde? Aprenda a reconhecer os sintomas!

Você está preocupada com a quantidade de fios de cabelo no seu travesseiro e na mesa do escritório? Procurar um médico é a melhor forma de resolver o problema. “Em geral, a mulher perde de 50 a 100 fios por dia, mas esse volume pode ser alterado por problemas hormonais, dietas muito radicais, estresse, ovários policísticos, anemia, mudanças no funcionamento da tireoide, entre outros”, explica a endocrinologista Carolina Mantelli Borges. A seguir, conheça outros sintomas que podem ajudar a detectar doenças precocemente:

Unhas

Elas ajudam a detectar doenças em diferentes regiões do organismo. Segundo Carolina Mantelli Borges, “unhas azuladas podem indicar enfisema e outras doenças pulmonares, já quebra frequente, sulcos transversais e ressecamento podem ser sinal de anemia, enquanto o hipotireoidismo deixa as unhas grossas e opacas”.

De acordo com a dermatologista Ana Luisa Sampaio, do Hospital Albert Sabin, no Rio de Janeiro, “a unha com uma meia lua branca só indica a presença de problemas renais quando a outra metade é avermelhada. Se a cor da unha estiver normal, não há motivo para preocupação”.
Clique aqui e saiba mais sobre as doenças que podem ser identificadas através das unhas

Olhos
O canto dos olhos de uma pessoa saudável deve ser rosado. “Mucosas pálidas podem indicar carência nutricional, como a deficiência de ferro no organismo. Se o canto dos olhos estiver avermelhado é preciso procurar um oftalmologista, já que essa característica pode indicar conjuntivite, disfunção lacrimal, inflamação da córnea por bactérias e até problemas circulatórios. Já alterações no branco dos olhos podem ser indicativo para diferentes doenças.

A presença de pigmento amarelo-esverdeado pode ser sinal de problemas no fígado, enquanto a dificuldade para enxergar de longe pode ser sintoma de uma alteração do cristalino, comum aos diabéticos. O ressecamento ocular pode ser consequência de alterações hormonais. Para tratar o problema procure um oftalmologista e, também, um endocrinologista”, diz a endocrinologista Carolina Mantelli Borges.


Cansaço crônico

Para Carolina Mantelli Borges, o cansaço pode ser reflexo de um dia a dia atarefado, mas sua persistência exige atenção. “Depressão, anemia, hipotireoidismo, bulimia nervosa, insuficiência cardíaca, doenças pulmonares, diabetes e insuficiência renal são algumas doenças que provocam este sintoma”, diz a médica.

Pele

Aquelas manchinhas brancas, geralmente atribuídas a micoses, podem ser sinal de doenças mais sérias e, portanto, exigem cuidado. “A pitiríase versicolor é a doença mais comumente relacionada com a presença de pequenas manchas brancas na pele, mas elas também podem ser indício de doenças como vitiligo ou a eczemátide, que tem relação com processos alérgicos”, orienta a dermatologista Ana Luisa Sampaio. Carolina Mantelli explica que hanseníase e sífilis também possuem sintomas semelhantes.

“Algumas necessitam de tratamento com antibióticos específicos e acompanhamento através de exames de laboratório, já que podem trazer consequências graves para a saúde”, diz a médica. Ana Luisa Sampaio ainda explica que o ressecamento excessivo da pele deve ser observado, já que pode ter relação com o hipotireoidismo. Segundo Carolina Mantelli, a pele dos diabéticos também costuma ser muito ressecada.

Ganho de peso

Ganhar alguns quilos e não conseguir emagrecer pode ter relação com a presença de doenças e não, necessariamente, com a quantidade de comida ingerida. “Hipotireoidismo, disfunções hormonais, tumores nas glândulas suprarrenais, hipodonadismo (quantidade deficiente de hormônios sexuais), insulinoma (excesso de insulina no organismo) e transtornos emocionais, como a depressão e a ansiedade patológica podem ser acompanhas de ganho de peso”, diz Carolina Mantelli.

Esta informação não deve nunca substituir o conselho de um médico se você tem alguma dúvida, consulte o seu médico.