3 sucos suco com laranja para baixar a pressão alta


Alimentos como a babosa, a berinjela e o mamão também são excelentes opções para incrementar o suco de laranja e trazer mais benefícios para a saúde, como ajudar a reduzir as gorduras das artérias, melhorar a circulação sanguínea e controlar o colesterol, reduzindo também sintomas como taquicardia, formigamentos e dores no peito.

1. Suco de Laranja e Babosa

A babosa incrementa o suco de laranja, trazendo nutrientes que atuam como anti-inflamatórios e depurativos, ajudando a prevenir doenças cardíacas.

Ingredientes:

  • 2 laranjas;
  • 50 mL de suco de babosa.

Modo de preparo:

Espremer as laranjas e bater no liquidificador junto com a babosa, tomando em seguida, de preferência sem adoçar. Fazer de 1 a 2 vezes por dia.

2. Suco de Laranja e Gengibre

O gengibre tem propriedade anti-inflamatórias e que ajudam a afinar o sangue, facilitando a circulação nos vasos sanguíneos e reduzindo a pressão arterial.

Ingredientes:

  • Suco de 3 laranjas;
  • 2 g de gengibre;

Modo de preparo:


Bater o suco das laranjas e o gengibre no liquidificador, tomando metade pela manhã e metade à tarde.

3. Suco de Laranja e Pepino

O pepino tem uma ação diurética, o que também ajuda a combater a retenção de líquidos, melhorar a circulação e reduzir a pressão arterial.

Ingredientes:

  • Suco de 2 laranjas;
  • 1 pepino.

Modo de preparo:

Bater o suco das laranjas e o pepino no liquidificador, bebendo em seguida sem adoçar.

É importante lembrar que estes sucos não substituem a medicação indicada pelo médico cardiologista, mas funcionam como um ótimo complemento para o tratamento, que também deve incluir uma alimentação pobre em sal e a prática regular de atividade física.

As informações e sugestões contidas neste site tem caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. Este blog tem a finalidade de lhe ajudar, mas não substituir o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.