Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Retenção de líquidos – Causas e tratamento caseiro


A retenção de líquidos pode acontecer em qualquer pessoa, sendo que pelo menos uma vez na vida todos acabam sofrendo com ela. O único problema da retenção de líquido é a falta de informações para quem sofre com ela, pois essa falta de informações é tanta que costumam associar a retenção de líquidos apenas ao sexo feminino. 

Com isso, o relacionamento das mulheres com os problemas de retenção de líquidos acontecem por elas sofrerem com isso durante o período menstrual, mas os homens também não estão imunes ao problema. Mesmo que o organismo humano seja perfeito, nunca é exagero falar sobre os problemas que surgem quando acontece algum tipo de desequilíbrio, afinal, a informação adequada pode ser de grande utilidade no combate ao problema. 

O que é a retenção de líquido ? 

A retenção de líquidos acontece em consequência ao acúmulo de fluidos, principalmente de água, em grande parte dos tecidos do corpo. A principal razão para isso acontecer é um desequilíbrio hormonal que é responsável pela regulação dos tecidos e demais funções no organismo. 

Porque se relaciona apenas com as mulheres? 

As mulheres possuem uma maior facilidade em sofrer com a retenção de líquidos quando estão na segunda fase do ciclo menstrual, ou seja, o período entre a ovulação e a chegada da menstruação. 

Ela se dá pelo acúmulo de progesterona no sangue, um outro fator que pode ser de grande influência para a retenção de líquidos nas mulheres são os anticoncepcionais orais. Além disso, os homens também podem sofrer com os problemas de retenção de líquidos, sendo que para os homens os principais fatores são: 

  • Sobrepeso; 
  • Muito tempo na mesma postura, seja sentado, em pé ou deitado; 
  • Sedentarismo. 

Como identificar 

A retenção de líquidos por ser uma doença, também possui sintomas, que são: 


  • Dores nas articulações; 
  • Incômodo em diversas partes do corpo, sendo pernas, pés, braços, mãos, seios e quadris; 
  • Dores abdominais; 
  • Roupas muito justas; 
  • Algumas partes do corpo ficam maiores que as outras. 

Como controlar ? 

Mesmo que a retenção de líquidos possa surgir em qualquer pessoa, ela pode ser controlada de formas simples, rápida e eficaz. Para isso, basta seguir as recomendações que serão compartilhadas a seguir, caso não funcionem, procure por um médico de confiança para indicação de um tratamento adequado. 

1- Faça uma massagem ou uma caminhada 

O sedentarismo é o principal responsável pela retenção de líquidos, ou seja, quando uma pessoa não realiza atividades físicas, tudo isso acaba prejudicando sua circulação sanguínea o que faz com que todo seu organismo trabalhe de forma mais lenta. À longo prazo, o sedentarismo causa a retenção de líquidos em diversas regiões, principalmente nas extremidades inferiores, nos pés, nas pernas e nas coxas. 

2- Consumir sal e açúcar de forma moderada 

O excesso de açúcar acaba se acumulando no organismo. Porém, o que realmente pode fazer mal é o açúcar encontrado nos doces, ou em doces que contenham açúcar refinado. Mesmo que não pareça perigoso, o açúcar branco não costuma ser bem absorvido pelo corpo e acaba fazendo muito mal. 

Enquanto isso, o sal é o ingrediente proibido para pessoas que sofrem de retenção de líquidos, pois o sódio encontrando nele impede que a água que se acumula se elimine de forma correta. 

Remédio caseiro 

Ingredientes

  • 1 colher (de sopa) de erva-doce
  • 1 xícara de água

Modo de preparo : Colocar os ingredientes numa panela e deixar ferver por 5 minutos. Depois tampar, deixar esfriar e coar. Beber o chá 3 vezes por dia, entre as refeições. A mistura pode ser adoçada com 1 colher de mel.
Para aumentar o efeito do remédio caseiro, também é importante diminuir a ingestão de sal e fazer atividade física regular, como caminhada, por exemplo.

Veja também 

Este é um site de noticias,curiosidades e tratamentos,ele não substitui um especialista.Consulte sempre seu médico.