Terçol – O que é , e como cuidar


O terçol é uma doença que aparenta pequenas espinhas ou protuberâncias que aparecem na margem palpebral do olho como resultado de uma infecção bacteriana nas glândulas das pálpebras. Isso geralmente é causado, geralmente, pelo microrganismo Staphylococcus aureus.

Para ajudar você a entender mais sobre o terçol, eu preparei o artigo de hoje sobre o assunto. Ficou interessada em saber mais? Então acompanhe comigo agora mesmo!

Quais são suas causas?

O terçol pode se desenvolver espontaneamente ou estar relacionados a uma má higiene das pálpebras, uma doença subjacente ou uma infecção sistêmica.

Estas são algumas das patologias comumente associadas ao terçol:

  • Blefarite: inflamação da borda da pálpebra.
  • Triquíase: alteração na direção de crescimento dos cílios.
  • Doenças de pele: como acne  ou  rosácea.

Quais sintomas o terçol produz?

O terçol se manifesta como um furúnculo avermelhado e dolorido na parte externa ou interna da borda da pálpebra, sendo especialmente desconfortável neste segundo caso.

Sua apresentação é súbita e causa desconforto intenso que desaparece após alguns dias, o que oferece uma primeira pista para diferenciá-lo de outros problemas de aparência semelhante, como tumores palpebrais. 

Geralmente, estes têm uma evolução mais lenta e crescem aos poucos, além de serem mais silenciosos e não causar dor em muitos casos.

5 dicas para cuidar do terçol

1. Limpe suas pálpebras.

Seguir uma boa higiene das pálpebras é importante para remover o excesso de bactérias das bordas das pálpebras. 

Para isso, não esqueça de lavar regularmente a raiz dos cílios com solução de sabonete e / ou usar lenços específicos, além de aplicar compressas quentes e massagear a região, principalmente se tiver tendência a ter chiqueiro.


2. Evite riscos ao colocar a maquiagem.

Se você tiver terçol, ignore a maquiagem dos olhos e, como prevenção, use produtos de qualidade (de preferência hipoalergênicos) e evite compartilhá-los com familiares ou amigos para minimizar o risco de infecção.

3. Mantenha hábitos saudáveis ​​para seus olhos.

Mesmo que você perceba que eles incomodam ou picam, não toque nos olhos, pois muitas vezes suas mãos não estão suficientemente limpas. 

Resista à tentação de esfregá-los (um gesto muito comum e prejudicial à saúde dos olhos), bem como aperte o terçol para escorrer, pois o processo deve continuar a evoluir.

4. Tenha cuidado com os remédios caseiros.

Infusões, aloe vera, um anel de ouro, uma fatia de batata, ovo cozido, suco de alho… Existem muitos remédios naturais e caseiros que supostamente aliviam o terçol, mas não há estudos ou evidências científicas para apoiá-los.

Algumas dessas “curas” podem ser contraproducentes, enquanto outras se baseiam no princípio da aplicação de calor para promover a dilatação das glândulas das pálpebras e, com ela, sua drenagem.

5. Faça uma pausa nas lentes de contato. 

Assim que detectar que tem terçol, pare de usar suas lentes e, em caso de dúvida de que elas estiveram em contato com a infecção, descarte-as (não basta lavá-las) e substitua-as por um novo par quando o problema for eliminado por cheio.

Gostou de saber mais sobre o terçol? Então não deixe de acompanhar os demais artigos do blog, tenho muitas outras novidades para você!

As informações e sugestões contidas neste site tem caráter meramente informativo. Elas não substituem o aconselhamento e acompanhamento de médicos, nutricionistas, psicólogos, profissionais de educação física e outros especialistas. Este blog tem a finalidade de lhe ajudar, mas não substituir o trabalho de um especialista. Consulte sempre seu médico.